top of page

PUBLICAÇÕES

GREVE HUMANA + DAZIBAO N˚2

GREVE HUMANA + DAZIBAO N˚2

R$ 85,00Preço

Para a pré-venda de Greve Humana: por uma prática da liberdade, do coletivo feminista de arte conceitual Claire Fontaine, elaboramos um KIT com um brinde da segunda edição da  revista DAZIBAO.

 

— São apenas 15 exemplares disponíveis, enviados conjuntamente com o livro. 

 

— Acesse a Descrição e a Ficha Técnica do KIT para mais informações do livro e da revista. 

 

*IMPORTANTE: Os envios dos pedidos do KIT com a Dazibao do site serão realizados a partir de 08/07/2024. 

SKU: COM008

A revista de pensamento e crítica radical em arte DAZIBAO foi pensada e gerida por várias pessoas ao longo dos seus 5 números editados, mas o conselho editorial se manteve quase sempre entre os artistas Deyson Gilbert e Roberto Winter e o pesquisador e curador Gustavo Motta, que foi também coeditor textual da GLAC edições de 2019 a 2021. Ela surgiu com a primeira edição em novembro de 2011 e contou com a participação de Gustavo Motta, Tiago Santinho (saudades), Guilherme Leite Cunha, Bruno G. Braga, Leonardo França, Eyal Weizman e cartum de Pablo Helguera. E encerrou suas atividades em dezembro de 2017, na quinta edição, com textos de Walter Benjamin, Adele Motta, Lundimatin (jornal insurrecionário francês), Gustavo Motta, Clara Ianni, David Riff e cartum de Pablo Helguera.


A DAZIBAO N˚2, diante das demais, é especial, não apenas pelo formato e design gráfico que se apresentou, mas pela contingência de participações e pela qualidade disjuntiva de seus textos, que marcaram reflexões, posições e proposições artístico-políticas do período. Publicada em novembro de 2014, pouco depois das revoltas de 2013, contou com as intervenções de Timothy Rollins, Cláudio Tavares, Alberto Simon, Gustavo Motta, James Elkins, Marília Furman, Ronald Regan, Maurício De Bonis, Caio Honorato & Viviane Pinto e cartum de Fritz Behrendt


DAZIBAO N˚2 — Sumário:

  • Editorial
  • Declaração não solicitada ao Group Material, de Timothy Rollins
  • Um ponto e duas cidades, de Claudio tavares
  • No tempo e no espaço: reflexões pessoais sobre a 29ª Bienal, de um ponto de vista pedestre, de Alberto Simon
  • O museu Hélio Oiticica. Defesa contra seus admiradores (#2), de Gudtavo Motta
  • O bom, o mal e o feio, de James Elkins
  • Reformismo ou Revolução?, H.G. Wells entrevista Josef Stalin
  • Sol; Fa Mi Sol Do Re Mi; Do, de Mauricio de Bonis
  • The Real Ronald Reagan Stand Up, de Ronald Reagan
  • Da impossibilidade crítica ou o negativo do produtivismo, de Marília Furman
  • Cultura ou Criatividade? Impasses Conceituais no PSEC/MinC/Brasil, de Cayo Honorato e Viviane Pinto
  • Dazibao suplica

 

Conheça mais da revista acessando o seu site oficial: https://dazibao.cc/

 

––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––



Quanto a Greve humana: por uma prática da liberdade, de Claire Fontaine, é o livro que faz emergir o nome do conceito, da proposta e da percepção de uma subjetivação radical da revolução social, que nasce nos textos da revista francesa Tiqqun (2000-2001) e vem sendo gradativamente construído pelo coletivo de arte Claire Fontaine. A greve humana é um movimento mais geral que a greve geral; seu horizonte é a transformação das relações sociais informais que estão na base da dominação. Na sua indiferença diante de resultados reformistas, não há nenhuma solução brilhante a ser apresentada para sanar os problemas produzidos por aqueles que nos governam, a não ser a palavra de ordem de Bartleby: I would prefer not to.

 

Conheça mais do livro acessando sua apresentação no site da editora

você pode gostar