LIVROS E KIT`S

capa do livro Colônia do dramaturgo Gustavo Colombini

COLÔNIA – Gustavo Colombini

R$ 36,00Preço

Uma espécie de conferência, um sujeito se esforça para descolonizar tanto sua forma de pensar quanto o próprio pensamento, enquanto conceito universal.

Publicação da dramaturgia integral da peça homônima, que teve direção de Vinicius Arneiro e atuação de Renato Livera. Em um monólogo-conferência, um sujeito se esforça para descolonizar tanto sua forma de pensar quanto o próprio pensamento, enquanto conceito universal. Por meio de inúmeras relações tecidas no exercício linguístico e de desconstrução do pensar, o narrador-personagem nos leva ao absurdo, ao mesmo tempo que nos emociona com a palpabilidade de suas palavras.

Colônia é uma dessas palavras emprestadas pelo dicionário para criações análogas ao que o termo remete. Está incrivelmente dispersa entre uma série de conjuntos de ideias: política, sociologia, ecologia, perfumaria, biologia, sociologia. No formato de peça-palestra, o espectador é convidado a acompanhar o desmembramento das acepções da palavra colônia, presenciando um discurso nascido no espaço entre o conceito e a poesia.

 

Para que a diversidade de definições confluíssem, dois fatos da história brasileira foram catalisadores: a herança colonial do Brasil e a história do Hospital Colônia de Barbacena (MG), hospício onde mais de 60 mil pessoas foram torturadas e mortas ao longo das décadas de seu funcionamento. Um holocausto praticado pelo Estado, com a conivência de médicos, funcionários e da população. A partir de uma análise sintática e morfológica, o espetáculo cria conexões entre os fatos apresentados e reflete sobre forças propulsoras para uma ideia de descolonização, sobretudo do pensamento.

 

Colônia foi eleita uma das três melhores peças do ano de 2018 na cidade de São Paulo pelo jornal ESTADÃO. Foi indicada a melhor dramaturgia pelo Prêmio APCA - Associação Paulista de Críticos de Arte. A peça-palestra foi sucesso de público e crítica, integrando importantes circuitos das artes cênicas no Brasil e no exterior, como o Festival Santiago Off, no Chile e o FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, em Portugal.